Institucional
Suporte aos Clientes
Estrutura
Notícias
Links
Consultoria OnLine
Contato
 
 
 
28/08/2018
AVISO PRÉVIO NÃO CUMPRIDO SERÁ DESCONTADO NA RESCISÃO CONTRATUAL

O rompimento do vínculo de emprego foi por iniciativa do empregado.

A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho considerou válido o desconto efetuado pela Voetur Turismo e Representações Ltda. na rescisão contratual de um supervisor de faturamento correspondente ao aviso-prévio não cumprido por ele.

Desentendimento

O empregado contou que se desentendeu com o presidente da empresa e com duas colegas por problemas no seu setor. Uma testemunha confirmou o fato que resultou na dispensa dele, não formalizada. O supervisor disse que, depois, foi procurado pela filha do proprietário, diretora da empresa, a qual se retratou da dispensa. Mas, segundo ele, “o ambiente ficou desgastante e a situação, insustentável”. Ao encontrar um novo emprego, ele pediu demissão.

Novo emprego

O Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (DF) confirmou a sentença favorável ao empregado. O TRT considerou que a obtenção de um novo emprego, com condições melhores de trabalho, é motivo justo para o empregado se eximir da obrigação do cumprimento do aviso-prévio e concluiu que o desconto realizado pela empresa foi válido.

Licitude

A Voetur recorreu e conseguiu reverter a decisão no TST. Segundo o ministro Alexandre Luiz Ramos, relator do recurso de revista, diferentemente do entendimento do Tribunal Regional, o artigo 487, parágrafo 2º, da CLT dispõe que é lícito ao empregador descontar do salário o valor correspondente ao período do aviso-prévio não trabalhado pelo empregado no momento do pagamento das verbas rescisórias.

A decisão foi unânime.

(FONTE: SITE DO TST)

29/08/2018
FRENTISTA QUE ACUMULAVA FUNÇÃO DE CAIXA RECEBERÁ ADICIONAL
28/08/2018
TST DIVULGA NOVOS VALORES DOS LIMITES DE DEPÓSITO RECURSAL
18/06/2018
CARTÕES DE PONTO SEM ASSINATURA DE EMREPGADO SÃO VÁLIDOS EM PROCESSO SOBRE HORAS EXTRAS
18/06/2018
ENTENDA AS DIFERENÇAS ENTRE DIREITO DE ARENA E DIREITO DE IMAGEM
27/04/2018
AUSÊNCIA DE CARTA DE PREPOSIÇÃO EM AUDIÊNCIA NÃO ACARRETA REVELIA E CONFISSÃO DE EMPRESA
27/04/2018
PUBLICAÇÃO NO DIÁRIO ELETRÔNICO PREVALECE SOBRE INTIMAÇÃO VIA PJE PARA CONTAGEM DE PRAZO RECURSAL
22/03/2018
EMPRESA QUE ATRASOU HOMOLOGAÇÃO DE RESCISÃO CONTRATUAL NÃO PAGARÁ MULTA
13/03/2018
TURMA AFASTA DESERÇÃO POR AUTENTICAÇÃO MECÂNICA ILEGÍVEL EM GUIA DE DEPÓSITO RECURSAL
13/03/2018
ADICIONAL DE PERICULOSIDADE PARA VIGILANTES CRIADO POR NORMA COLETICA MANTÉM NATUREZA INDENIZATÓRIA
09/10/2017
JOGADOR DE FUTEBOL QUE SE LESIONOU NÃO TEM DIREITO A REPARAÇÃO POR DANO MORAL
  1    2    3    4    5    6   próxima >>

984 registros

 
 
 
 

      Avenida Wenceslau Escobar 2923/404
      CEP 91.900-000 - Porto Alegre - RS
      (51) 3279-0727

 
 
     Copyright © 2007. Todos os direitos reservados. Agência Ready - Otimização de Sites